Mar 29, 2008

SPC900NC - A menina de ouro


Com intuito de começar a fazer astrofotografia adquiri, no passado mês de Outubro, entre outros acessórios a webcam Philips SPC900NC. Esta câmara, sem ser modificada convenientemente, apenas permite fazer astrofotografia planetária, lunar, múltiplas, etc. Ou seja, fica restrita aos objectos mais brilhantes.
Para isso basta retirar a protecção da lente, a lente, e enroscar um adaptador que permitirá por a webcam no focador, barlow ou outro. Por vezes também se enrosca no adaptador um filtro de corte de infravermelhos (IR) ou de infravermelhos e ultravioletas (UV-IR), que também são captados pelo CCD da webcam, mas que tornam a imagem "desfocada". Na primeira imagem tem a SPC900NC com o filtro UV-IR da Baader Planetaruim e na segunda sem o mesmo, estando o CCD exposto.
A grande vantagem das webcams é que possuem um elevado fps (frames per second) o que permite obter centenas ou mesmo milhares de frames em poucos minutos e também devido à sua versatilidade. A partir de um vídeo (avi) do objecto em causa. Isto auxília bastante o combate ao seeing (relacionado com a turbulência da atmosfera que afecta negativamente a qualidade das imagens), pois consegue captar várias imagens durante breves "janelas" de seeing favorável. O que faz de seguida, já no quentinho e aconchegado lar é, utilizando software adequado, fazer uma escolha dos melhores frames e fazer o stacking ("empilhá-los"). Quantos mais frames, em teoria, melhor, pois permite obter uma maior relação STN (signal to noise), isto é, ter um sinal elevado (informação não distorcida e em boas condições) e pouco ruído. Depois é só retocar num software de edição de imagem o brilho, contraste, curvas, níveis, aplicar filtros, etc.
Na minha opinião é excelente para planetas, Lua e estrelas múltiplas. Com mais prática e experiência ambiciono vir a obter ainda melhores resultados, mas no geral estou satisfeito com o que tenho feito com ela. Vamos ver o que o futuro nos traz...

No comments: